Campina Grande vai contar com circuito turístico integrado a recursos tecnológicos

Projeto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, vai usar QR Code e dados georreferenciados em pontos turísticos da cidade

Circuito Turístico Tropeiros da Borborema vai usar recursos tecnológicos

As inovações tecnológicas estão cada vez mais presentes em todos os setores da economia. No turismo não é diferente. Em Campina Grande, um projeto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação pretende criar uma aplicativo com base em dados georreferenciados para ler fachadas e QR Code, apresentando realidade aumentada e informações a respeito do local.

O projeto “Circuito Cultural Tropeiros da Borborema”, foi selecionado pelo programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além da SCTI, participam como interveniente e parceiros no projeto a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDE) e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Inicialmente, 18 pontos turísticos e históricos de Campina Grande, dentre eles museus, teatros, parques e locais de artesanato e cultura, como a Vila do Artesão e o Monumento aos Pioneiros da Borborema, serão contemplados. Eles receberão sinalização com QR Code que, ao ser lido, apresentará informações históricas e importantes do ponto. A previsão é que o projeto seja executado em até seis meses.

18 pontos de Campina Grande irão receber sinalização de Qr Code com informações turísticas

Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Campina Grande, Lucas Ribeiro, esta plataforma irá criar e manter um circuito histórico-cultural na cidade que poderá ser atualizado ao longo do tempo. 

“Campina Grande possui diversos museus, centros culturais, praças e outros atrativos que merecem ser visitados e reconhecidos. O uso deste aplicativo pode sugerir um roteiro e indicar pontos, aumentando a visibilidade e o conhecimento da história da nossa cidade, tanto para os turistas, quanto para os próprios campinenses”, destacou.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do município, Rosália Lucas, destacou a importância do projeto para o incremento do turismo na cidade. “Vai ser uma grande ferramenta para fomento do nosso turismo, além de representar um diferencial na divulgação da nossa cidade para todo o país e para o mundo, aliando o que Campina Grande tem de vocação, que é a inovação, a tecnologia, e todo o legado da nossa história, que será valorizada e resgatada”, frisou.

A previsão do “Circuito Turístico Tropeiros da Borborema” é impactar diretamente cerca de 10% da população da cidade no primeiro ano, além de turistas.